"Aquário"


Para que serve a Inquietação? Oh, alma inquieta
 
E em fogo!

Peixe vermelho de aquário 

Que tem o mundo sem fim 

Só na ilusão dos meus olhos!

Tenta varar a vida lado a lado,
 
E corta em frente

O aquário transparente...


Mas anda à roda, à roda,

Teimosamente à roda,

Inutilmente à roda,

Desesperado e iludido

— Porque o mundo, adonde mora

Seu sonho, fica de fora

Do seu aquário de vidro...


Autor: Américo Cortêz Pinto  (1896-1979)
Editado por: nicoladavid



Comments