Foi em Sant'Ana...

 

Foi em Sant'Ana... E agora que a Sant'Ana

entre coros e louros e entre sinos

regressaste, ah! agora que se irmana

teu silêncio profundo a esses divinos

 

silêncios que a alma recolhe comovida,

e, envolvendo a necrópole, se espraia

por todo o vale a paz daquela vida

que mais se acende quanto mais desmaia

 

e os corações dissolve em luz difusa,

possa acolher-te em seus tranqüilos braços

Aquela que é a Mãe da Tua Musa

 

e, ao receber-te para sempre, em mansa

contemplação, conduza a outros espaços

de ouro e de luz, tua alma de criança...

Autor: Alphonsus de Guimaraens Filho (1918-2008)
Editado por: nicoladavid

Comments