Não Creio Nesse Rigor

 

Não creio nesse rigor
Que nos olhos se desmente:
É traidor
O deus de amor
Mas em teus olhos não mente.

Deixa pois tanto rigor,
E na verdade consente:
Que é traidor
O deus de amor
E nos olhos te desmente.


Autor: Almeida Garrett (1799-1854)
Editado por: nicoladavid

Comments