Livro Da Vida

                


(No álbum do Sr. J. M. do Amaral)

 

Vai o talento e a amizade

Nas folhas brancas pintando

Deste livro es seus primores.

Memórias de saudade

Aqui ficam retratando

As várias, dispersas flores

Que no caminho da vida

Se vão colhendo e esfolhando...

E esta é a história sabida

De toda a vida–e da flor

Que é, que foi, ou que for.

Eu deixo aqui só memória

De uma Sincera vontade,

Do afeição, de lealdade;

Deve ter lugar na história

Do que este livro é padrão,

Que é história do coração.

 

 

Autor: Almeida Garrett (1799-1854)
Editado por: nicoladavid



Comments