"The Palace"


Ainda estás de pé, ó meu velho palácio,

restaurado até no sítio onde um mausoléu

imaginei em que o meu corpo deitado

jazesse de dia e também, debaixo do céu

Nocturno, o fantasma da minha alma ao léu

volteasse por entre os túmulos etruscos

e os bustos romanos desse grande hotel

morada de ingleses que, ao lusco-fusco,

Nela terão dado belos passeios românticos

a que sempre regresso ao jardim da infância

antiga capela de Virgem da Catalunha.

Aqui terá Beckford gerado o seu Vathek

e cavaleiro cristão contra xeque

mouro combatido: valsa lua esconde a sombra.

Autor: Alexandre Vargas
Editado por: nicoladavid



Comments