"Ode Sputnika"!


Vulneráveis Satélites

Percorrem o Espaço

Onde quis haver Deuses!

 

E choro (Netuno e Vênus, Mercúrio e Marte).
— O meu mundo infantil
Acabou hoje.

Tremei!  Desferirei dos céus ímpias setas,
Minha faixa de Arco-íris como um Rei
Que reine entre os Planetas.

 

 

Autor: Afonso Duarte
Editado por: nicoladavid

 

Comments