Espírito

 

Não! A verdade és tu! A tua flama pura
sobre a matéria e além dos séculos cintila!
Plasmas o sonho e dás à humana criatura
forças para vencer a própria triste argila.

Conduzes ao saber, a ti pertence a altura;
tudo que é belo vem da tua luz tranquila.
Sem ti seria o mundo uma caverna escura;
nem a morte cruel te vence ou te aniquila.

Revelação de Deus, de toda a Sua imensa
sabedoria, que dizendo ao homem: pensa!
no cérebro lhe pôs a forja das ideias.

Sim, a verdade és tu, espírito que elevas
as criaturas; tu, que enches de luz as trevas,
transformando a miséria e a dor em epopeias!

Autora: Adelaide (Yde) Schloenbach Blumenschein (1882-1963
Editado por: nicoladavid

Comments