Episódio

 

O reflexo do ocaso ensanguentado
doirava ainda aquele fim de dia...
De um frasco de cristal, mal arrolhado,
um cálido perfume se esvaía...

Junto ao teu corpo nu, convulsionado,
que de desejo e de volúpia ardia,
o meu corpo, nesta hora de pecado,
uma ânfora de gozo parecia.

Na quietude da tarde agonizante,
um beijo prolongado, delirante,
a flama da paixão veio acender.

E toda a minha feminilidade
era uma taça de sensualidade,
transbordante de vida e de prazer!


Autora: Adelaide (Yde) Schloenbach Blumenschein (1882-1963
Editado por: nicoladavid

Comments