A hora da união

 
De toda parte chega o segredo de Deus;
eis que todos correm desconcertados.
Dele, por quem todas as almas estão sedentas,
chega o grito do aguadeiro.

Todos bebem o leite da generosidade divina
e querem conhecer o seio de sua nutriz.
Apartados, anseiam por ver
o momento do encontro e da união.

A cada nascer do sol oram juntos
muçulmanos, cristãos, judeus.
Abençoado todo aquele em cujo coração
ressoa o grito celeste que chama: Vem!

Limpa bem os ouvidos
e recebe nítida essa voz
- o som do céu chega como um sussurro.

Não manche teus olhos
com a face dos homens
- vê que chega o imperador da vida eterna.

Se te turvarem os olhos,
lava-os com lágrimas,
pois nelas encontrarás
a cura de teus males.

Acaba de chegar do Egipto
uma caravana de açúcar
- já se ouvem os sinos e os passos cansados.

Silêncio!
Eis que chega o Rei
para completar o poema.


Autor: Jalaluddin Rumi (1207-1273)
Editado por: nicoladavid 
Comments