Vivemos agimos e reagimos

 

Vivemos agimos e reagimos uns com os outros,
mas sempre e em quaisquer circunstâncias existimos a sós. (...)

Abraçados, os amantes buscam desesperadamente
fundir seus êxtases isolados numa única auto-transcendência; debalde.

Cada espírito, em sua prisão corpórea, está condenado a viver e gozar em solidão.


Autor: Aldous Huxley (1894-1963)
Editado por: nicoladavid

Comments