Eu estava sentado, sozinho com livros

 

Eu estava sentado, sozinho com livros
Até a dúvida era uma doença negra
Quando ouvi o grito alegre dos rebentos
Nas árvores despidas, proféticas.

Árvores despidas, profetas do novo nascimento
Levantam as filiais limpas e livres
Para ser uma marca na terra
Uma flama de cólera para que todos vejam.

E os rebentos nas filiais riem e gritam
Àqueles que podem se ouvir e compreender:
Ande através dos caminho sombrios da dúvida
com a tocha da visão em sua mão.


Autor: Aldous Huxley (1894-1963)
Editado por: nicoladavid


Comments